O Poder do Perdão
A temporada de festas de fim de ano é um momento encantador e singular que evoca uma gama extraordinária de sentimentos calorosos e especiais. Este período, permeado pela magia festiva, transcende o comum e nos mergulha em uma atmosfera de alegria, solidariedade e reflexão. Durante esta temporada traga ao seu coração o anseio de viver em um mundo sem conflitos interpessoais, onde as pessoas conseguem deixar de lado as diferenças em prol da compreensão e da unidade.

À medida que 2023 está prestes a se encerrar e 2024 se prepara para chegar, pode ser também o momento de olhar para trás e refletir sobre nossos relacionamentos com membros da família, entes queridos, amigos, colegas, vizinhos e outros com quem temos contato regularmente. Talvez tenha havido rupturas, mal-entendidos ou diferenças que ocorreram nos últimos meses ou até anos. Essas conexões rompidas precisam ser restauradas e curadas pela graça de Deus.

Houve alguém que lhe fez mal ou tratou injustamente no passado, e você não teve a oportunidade de resolver as coisas ou fazer as pazes? Como crentes em Cristo, somos ordenados a perdoar aqueles que cometeram erros contra nós, seja intencionalmente ou sem saber. Jesus Cristo mesmo diz em Mateus 6:14-15: "Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas."

Nossos pecados foram perdoados por Deus, apagados eternamente quando recebemos Seu presente gratuito de salvação por meio de Seu Filho. Sabendo disso, demonstramos semelhança com Cristo e estendemos o amor de Deus ao escolher perdoar pessoas que nos prejudicaram, por mais difícil que isso possa ser. Isso é especialmente importante ao lidar com outros crentes no corpo de Cristo. Segundo o Apóstolo Paulo, devemos "Suportar uns aos outros, e perdoar uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo nos perdoou, assim devemos fazer também. " - Colossenses 3:13

Com o Ano Novo se aproximando, não seria mais abençoado deixar de lado os ressentimentos e as mágoas em vez de levá-los para 2024? A raiva não resolvida, a amargura e os ressentimentos pesam muito na mente, na alma e no espírito. Há numerosos estudos científicos e médicos que mostram a ligação entre a imunidade reduzida e a maior susceptibilidade a várias doenças quando alguém guarda sentimentos amargos ou negativos em relação aos outros. Um exemplo é um estudo de 15 anos conduzido pelo Professor Carsten Wrosch do Departamento de Psicologia da Universidade Concordia, em Montreal, e membro de longa data do Centro de Pesquisa em Desenvolvimento Humano.

De acordo com Wrosch, "A amargura persistente pode resultar em sentimentos globais de raiva e hostilidade que, quando intensos o suficiente, podem afetar a saúde física de uma pessoa." As descobertas de Wrosch mostraram que manter a amargura por um longo período "pode prever padrões de desregulação biológica (um comprometimento fisiológico que pode afetar o metabolismo, a resposta imunológica ou a função orgânica) e doença física."

Perdoar os outros é benéfico para sua saúde geral e bem-estar, e também mostra que você está amadurecendo em sua jornada com o Senhor e aumentando na semelhança com Cristo. Não espere até que sentimentos prolongados de raiva, hostilidade e desconfiança causem estragos em sua saúde. Reserve um tempo para pedir a ajuda do Senhor para restaurar esses relacionamentos rompidos e perdoar outros, como exemplificado por Jesus. Há poder no perdão, e isso começará o seu Ano Novo da melhor maneira possível!
Related Blog BestSelf
Submit comment
0
Cart

Entre em contato: (19) 99801-6495

Email: oi@bestself.com.br